Qual o prazo de validade de um site?

Antes de mais nada, por quê um site teria prazo de validade? Por acaso ele estraga? Eu repito constantemente que a internet ainda é uma mídia muito nova, mesmo já tendo alcançado seus 20 anos, pois ela está em acelerada evolução. É certo que muitas empresas e profissionais ainda estão de queixo caído com as potencialidades da internet e suas incessantes e estonteantes novidades. São tantas informações novas a cada dia, que poucos conseguem parar e raciocinar de forma analítica sobre questões um pouco abaixo da superficialidade.

Mas a resposta é que sim, sites tem prazo de validade por alguns motivos que vou explicar a seguir:

 

Tecnologias

Desde os primeiros sites publicados na web no início da década de 1990 até os mais modernos aplicativos, as tecnologias associadas à internet já sofreram diversas ondas de mudanças. Seja nos tipos de servidores, nas linguagens de programação, nos navegadores, na velocidade de banda, na capacidade de armazenamento, nos computadores, notebooks, smartphones e tablets; muitas tecnologias já nasceram e morreram neste curto espaço de duas décadas. Portanto os sites desenvolvidos há mais de 5 anos correm sério risco de estarem utilizando alguma tecnologia ultrapassada ou incompatível com as mais atuais.

 

Flash

Este item poderia estar na categoria acima, das tecnologias, mas ele é tão grave que merece um tópico exclusivo. Entenda uma coisa: o Flash está morto!! Tanto os novos recursos de HTML quanto as restrições do Google e dos tablets e smartphones foram responsáveis pela total depreciação do Flash. Se o site da sua empresa foi criado usando esta tecnologia, pode ter certeza que a maioria dos usuários que chega até ele não consegue utilizá-lo.

 

Core-Business da Empresa

As empresas se modificam o longo do tempo, principalmente no cenário econômico atual, dinâmico e competitivo. Por menor eu seja o porte de uma empresa ou a cultura fechada de seus proprietários, empresas mudam naturalmente com o tempo para acompanhar o mercado e se não fizerem isso, dificilmente sobreviverão. Sendo assim, o site da empresa precisa acompanhar estas mudanças estruturais, institucionais ou culturais.

 

Produtos e serviços

Da mesma forma, as linhas de produtos e serviços de uma empresa também sofrem alterações, inclusões e exclusões. Se o site não está acompanhando esta evolução, os consumidores dificilmente terão conhecimento de tudo o que a empresa tem a oferecer.

 

Funcionalidades

Os primeiros sites publicados na web eram muito simples, tanto pela tecnologia precária que existia quanto pelo próprio conhecimento que se tinha de internet. Ela era uma mídia recém nascida e ninguém sabia o certo o que publicar ali. Com a evolução das tecnologias, os sites foram ganhando funcionalidades que permitiam a interação por parte dos usuários. A possibilidade de serviços e conveniências on-line também surgiu e aumentou sobremaneira o que se pode oferecer aos consumidores. Por isso tudo, os sites atuais necessitam se questionar quais funcionalidades podem oferecer aos seus usuários.

 

Experiência de Uso

Este é um termo novo, praticamente não existia há 20 anos. Seu significado define o grau de facilidade com que um usuário lida com interfaces gráficas e funcionalidades. Sites rudimentares, que não tem um planejamento na arquitetura de navegação ou não apresentam uma diferenciação clara entre o que é um botão e um elemento apenas estético certamente deixarão o usuário frustrado ao navegar. E pode ter certeza de que esta frustração ira espantar o possível cliente para bem longe do seu site.

 

Estética

Este pode parecer um fator pouco relevante, mas na verdade é muito importante. Como a internet tem essa evolução acelerada que deixa as pessoas estupefatas, é muito comum que de tempos em tempos algum recurso estético entre “na moda” e acabe dominando a interface gráfica de milhares de sites. Obviamente após algum tempo essa tendência irá cair, dando lugar a algum outra mais nova e os sites que a utilizavam ficarão datados devido àquele design específico.

 

Conteúdo atualizado

Existe um paradigma muito utilizado entre os profissionais de internet que diz: conteúdo é Rei. Essa afirmação se apoia em 2 sólidos conceitos: quanto mais conteúdo de qualidade, mais interessante seu site será para os usuários e o Google gosta de sites atualizados. Se o site da sua empresa foi desenvolvido no padrão “Quem Somos – O que Fazemos – Fale Conosco“ e nunca teve uma atualização desde que foi publicado pela primeira vez, lamento informar que sua validade já expirou há tempos.

 

Mídias Sociais

A explosão de uso das mídias sociais aconteceu há menos de três anos, antes disso não passava de assunto de nerds e geeks. Mas com esta explosão muita coisa mudou na internet, pois os usuários passam muito tempo nestes ambientes e interagem de forma intensa com pessoas, marcas, empresas e produtos. Então a empresa que ainda não está conectada às plataformas de mídias sociais está perdendo contato com seus clientes em potencial. Atualmente é muito importante que os sites tenham uma comunicação de mão dupla com as principais redes.

 

Otimização para Buscadores

Todas as indicações acima são muito importantes para determinar a validade de um site, mas esta é mais importante do que toda juntas. Ferramentas de busca como o Google são responsáveis por mais de 80% do tráfego recebido por um site. Se o site da sua empresa não está otimizado para aparecer bem posicionado no Google, dificilmente receberá visitas de clientes em potencial. Sites mais antigos foram desenvolvidos sem essa preocupação, portanto muitos devem estar invisíveis para o Google.

Após estes 10 itens espero ter conseguido exemplificar os diversos fatores que podem envelhecer um site e fazê-lo atingir o prazo de validade. Procure analisar o site de sua empresa diante destes tópicos e reflita se não está na hora d modernizá-lo !!

Qual o prazo de validade de um site?