O que muda nos Treinamentos Corporativos na Era Digital

Uma das maiores mudanças de paradigmas que o século XXI trouxe para as empresas foi o foco no ser humano. Seja no lado do consumidor, seja no lado do colaborador; as boas práticas estão sendo repensadas em ritmo acelerado. De dentro para fora, a mentalidade Customer Centricity provocou grandes mudanças estruturais nas áreas de Marketing e Vendas. No sentido oposto, a valorização do empregado está sendo implantada gradativamente. Com isso, soft skills passam a ser mais valorizadas do que conhecimento técnico e o clima organizacional passa a ser mais importante do que processos engessados. O resultado é melhor qualidade de vida para o colaborador e maior produtividade para a empresa.

Essas demandas não são assim tão novas, tanto que muitas empresas já investem em Treinamentos Corporativos com a finalidade de capacitar melhor sua força de trabalho. A questão crítica é que o mundo mudou radicalmente nos últimos dez anos e a maioria dos treinamentos corporativos não acompanhou as mudanças e continua com foco em conceitos que foram sobrepujados pela Transformação Digital. Então muitos conceitos e práticas precisam ser repensados.

 

O que é Treinamento Corporativo?

Já faz tempo que as organizações entenderam que investir em recursos e conhecimentos para os seus colaboradores gera motivação e aumenta a produtividade. E isso vem sendo aplicado através de programas de educação empresarial que desenvolve habilidades específicas dos trabalhadores, sejam elas emocionais e psicológicas, sejam técnicas e diretamente relacionadas às tarefas operacionais e aos objetivos estratégicos da empresa.

Os Treinamentos Corporativos existentes são direcionados tanto a cargos operacionais quanto gerenciais e normalmente ministrados por profissionais e empresas terceiros. Esse modelo é realmente funcional, já que traz uma “visão de fora” sem vícios e sem envolvimentos emocionais. Esses treinadores desenvolveram métodos de aplicação e dinâmicas que funcionaram bem por bastante tempo. Ne entanto a Transformação Digital, também chamada de Revolução Industrial 4.0, provocou mudanças tão profundas em toda a Cadeia de Valor da empresa e do próprio Mercado que os antigos conceitos já não se aplicam mais.

Independente do tema, as novas diretrizes de Treinamentos Corporativos exigem ao menos cinco grandes focos:

  • Abordagens multidisciplinares
  • Sinergia interdepartamental
  • Gestão Ágil
  • Inovação contínua
  • Criação de Mentalidade Digital

 

Customização do Treinamento Corporativo em função da maturidade digital

Além desses focos, obviamente um treinamento corporativo precisa ser customizado, ao menos em partes, para atender à reais demandas da organização contratante. Isso porque, como as transformações vêm ocorrendo muito rápido e de formas diversas em cada segmento, é comum que as empresas se encontrem em estágios diferentes da maturidade digital. Então, uma solução que funciona bem para empresas no estágio 5, certamente será frustrante para empresas do estágio1. A personalização do treinamento está diretamente ligada à obtenção de resultados satisfatórios.

Outro ponto importante a ser observado nos Treinamentos Corporativos para a Era Digital é a utilização de novas técnicas e ferramentas que foram desenvolvidas nos últimos anos. Por exemplo: muitos treinamentos de vendas ainda incluem técnicas de tratamento de objeções, sendo que esse método criado há cerca de 80 anos já não faz tanto sentido diante das novas tecnologias e táticas.

O conceito de Design Thinking modificou completamente a maneira de se aplicar dinâmicas colaborativas durante os treinamentos. Da mesma forma o método Lean proporciona exercícios práticos muito mais eficazes. Outras técnicas como Gamification e até Realidade Virtual levam o potencial do Treinamento Corporativo a um patamar impensado há uma década.

 

Como a sua empresa está acompanhando as inovações na área de educação corporativa? Os treinamentos contratados estão atingindo os resultados esperados ou deixando a desejar?

O que muda nos Treinamentos Corporativos na Era Digital