Já dá para planejar 2021? Como elaborar o planejamento em cenários de incerteza

O terceiro trimestre é a época em que as médias e grandes empresas costumam realizar o Planejamento Estratégico dos Negócios para o ano seguinte. Isso falando das empresas que fazem e executam um planejamento, algo que infelizmente é minoria. A definição de estratégias, objetivos e metas sempre foi uma tarefa desafiadora, porém agora ganhou um ingrediente extra: o ambiente de incertezas que estamos vivendo.

O que seria exatamente um cenário de incertezas? Planejar e gerenciar significa estabelecer controle sobre uma série de variáveis. Quanto maior o número de variáveis e quanto mais complexas elas forem, maior se torna a dificuldade do gerenciamento.

Pois bem, você já deve ter ouvido que estamos num processo de Transformação Digital. 2019 certamente foi o último ano com características do século XX. Daqui em diante o mundo será muito diferente e vai mudar muito rapidamente. Um conceito que norteia essa característica da Transformação Digital é o VUCA, sigla que descreve cenários de Volatilidade (Volatility), Incerteza (Uncertainty), Complexidade (Complexity) e Ambiguidade (Ambiguity). Podemos afirmar que VUCA é o Zeitgeist deste início de século XXI.

O futuro já chegou! Como afirmou Chris Anderson: “Não estamos em uma época de mudanças, mas em uma mudança de época”. Essa colocação traz à tona o conceito de Tesarac, neologismo que representa aqueles momentos da história em que, tudo o que havia antes não faz mais sentido e tudo o que está por vir é um grande mistério. A única certeza é de que tudo pode mudar a qualquer momento. Os próximos anos serão uma época de Cisne Negro permanente. E agora?

 

Como planejar em tempos de incerteza?

Uma coisa é certa, nesse momento todas as empresas, não importa o tamanho ou o segmento, estão passando por mudanças sensíveis. Algumas estavam preparadas, a maioria não. A única chance de sobreviver nesse novo cenário é reinventar, afinal não se pode resolver novos problemas com soluções antigas.

Sendo assim, aquele roteiro tradicional de planejamento estratégico talvez não vá servir. Talvez o seu modelo de negócio atual também não vá servir mais a esse novo mundo. E pode ser que adaptar o seu planejamento atual vá te dar muito mais trabalho do que desenvolver um novo, afinal ele foi elaborado para um cenário socioeconômico que não existe mais.

Com tudo isso, o seu próximo planejamento vai necessitar de novas diretrizes e métodos. Certamente a primeira etapa é justamente reavaliar o negócio, compreender se ele ainda faz sentido para a Era Digital que estamos adentrando. Não falo somente do que você entrega ao seu cliente final, mas todos os processos que envolvem a sua empresa. O mais provável é que seja necessário pivotar.

 

A hora é de pivotar. Mas o que é isso mesmo?

Empresas de qualquer porte com mais de 10 anos provavelmente estabeleceram seu core-business em cima de processos ultrapassados e pouco eficazes. Talvez uma pequena mudança de foco operacional seja suficiente para se adequar à nova realidade. Em outros casos será necessária uma mudança mais radical. Em ambas as possibilidades você estará pivotando o seu negócio. Na metodologia Lean, pivotar significa mudar a rota. No caso aqui mudar a Proposta de Valor da empresa.

A questão de um milhão de dólares é “virar a rota para onde?”. Será necessário executar um profundo Mapeamento de Processos da empresa com o intuito de detectar o que ainda faz sentido e o que se perdeu no caminho. Elaborar um Business Model Canvas para validar ou criar a Proposta de Valor é o passo seguinte. Para colocar tudo isso em prática será necessário envolver todos os departamentos nos objetivos metas. E finalmente, para aferir se o novo planejamento está funcionando, será imprescindível adotar algum método de gestão ágil, onde os deslizes podem ser percebidos em menos tempo.

Seja qual for a amplitude de reinvenção do seu negócio, uma coisa é certa: a Inovação terá que fazer parte da agenda da empresa em todas as suas instâncias. Inovação pode ser entendida como qualquer mudança significativa em produtos, serviços ou processos que proporcionem resultados melhores. Ou seja, fazer mais com menos.

 

Independente do grau de incerteza e complexidade do cenário, é sempre importante frisar que planejar não é prever o futuro. Ao contrário, é CRIAR um futuro a partir das estratégias e táticas estabelecidas, usando a gestão para chegar lá. Em tempos de incerteza, tanto o planejamento quanto a gestão precisam ser mais detalhados em seus escopos e aferidos com maior frequência.

Como você está se preparando para o Planejamento Estratégico de 2021?

Já dá para planejar 2021? Como elaborar o planejamento em cenários de incerteza
Tagged on: